fev 13

Aula online via Skype (e outras plataformas)

As aulas online por Skype ou outra plataforma, são exatamente iguais as aulas presencias, são dinâmicas sempre trabalhando as 4 habilidades (ler, escrever, ouvir e falar), mas focando na sua maior necessidade, pois todas as aulas são personalizadas.
A maior vantagem da aula online, vai além da economia com tempo de deslocamento e todos os gastos embutidos que temos com carro/uber, a aula rende mais e o aluno fica mais focado, aproveitando 100% da aula, gosto de usar compartilhamento de tela e lousa digital.
Trabalho com diversos livros de editoras internacionais conhecidas como Oxford e Pearson, o livro a ser utilizado depende do seu objetivo e do seu estilo de aprendizagem. Ele será escolhido após as primeiras aulas e deverá ser comprado pelo aluno nas livrarias ou online. Além do livro, utilizo vídeos e atividades extras de acordo com a necessidade ou tema atual.

Agende uma entrevista sem compromisso no formulário de contato.

jan 10

Prefiro fazer aula particular de inglês

saying-englishVocê chegou no meu site mas sabe o porquê? Deve já ter estudado e parado tantas vezes o inglês ou não se adaptou ao ensino de uma escola de idiomas de franquia. Muitos alunos em sala? Aulas com conteúdo que você não precisa? Timidez ao falar ou esclarecer dúvidas? São os muitos os motivos não é mesmo?
Muitos alunos procuram aulas particulares para irem direto ao ponto, precisar estudar e aprender rápido por pressão do trabalho, prova de mestrado, vestibular, viagem de negócios, está de olho naquele intercâmbio ou mesmo por lazer. São diversos os motivos.

Alunos que procuram um professor particular sabem o que querem; um atendimento personalizado, aulas preparadas somente para você de acordo com seu perfil e necessidade, não quer dividir seu horário com nenhum outro aluno, pois assim aprenderei mais e sanarei todas as minhas dúvidas. Certíssimo! E é assim que eu trabalho! Acredito que a aula renda bastante quando o aluno está comprometido e com o foco definido.

Então, vamos lá, 2017 acabou de começar, aguardo seu contato.

out 20

10 dicas infalíveis para quem quer aprender inglês

Antes de ler o texto, leia novamente o título deste post: “Dez dicas infalíveis para quem quer aprender inglês“. Não se esqueça de que “infalível” não é sinônimo de simples nem de fácil.
Nunca é demais dizer que sem empenho, dedicação e, principalmente, uma boa dose de paciência nenhum esforço dará resultado. Portanto, siga as orientações abaixo e aumente suas chances de sucesso no aprendizado da língua inglesa.

1. Organização / Espaço
Assim como quando você vai fazer uma dieta as primeiras providências são encher a geladeira de verduras, frutas e legumes e se livrar de todas as guloseimas da casa, antes de começar a estudar inglês é necessário organizar um espaço para isso. Para poder se concentrar nos estudos é fundamental dispor de um espaço adequado, silencioso, iluminado e agradável. Uma mesa, que esteja sempre arrumada e um computador com os equipamentos necessários, como fones de ouvido ou caixas de som, microfone, dicionários em papel e/ou online, livros para consulta etc. Essas ferramentas permitirão que você se dedique aos estudos e possa aproveitar ao máximo seu tempo disponível.

2. Planejamento / Tempo
Liste todas as suas atividades e o tempo que dedica a elas. Seja honesto consigo e avalie se conseguirá incluir o estudo de inglês em sua agenda. Se perceber que ficará sobrecarregado, não tem jeito, será preciso estabelecer prioridades e abrir mão de algum, ou alguns, dos itens da lista.

3. Regularidade
Depois de decidir quanto tempo da sua rotina será dedicado ao estudo da língua inglesa, é importante que você distribua as horas de estudo para não deixar um espaço muito grande entre elas. É mais produtivo, por exemplo, estudar quatro vezes por semana, uma hora por dia, do que quatro horas em um mesmo dia. É evidente que o Tecla SAP não tem a pretensão de substituir as aulas regulares, com professor particular ou em escola. Use o conteúdo do blogue para ter contato com o idioma, no mínimo, 15 minutos por dia. Portanto, cadastre-se agora mesmo para receber as dicas do Tecla SAP pelo Twitter, Facebook, Google Buzz, E-mail ou RSS feed! Participe da comunidade no Google Friend Connect, clicando no quadro abaixo.

4. Exposição
Não perca a oportunidade de estar exposto ao idioma. Mesmo que você não viva num país onde a língua falada é o inglês, você pode ter acesso ao idioma falado e escrito por meio de filmes, músicas, programas de TV, CNN, livros, jornais, revistas etc. Se o seu televisor dispuser do recurso, aperte a tecla SAP sempre que possível, ou seja, assista à programação no idioma original. A exposição é a forma mais natural e eficiente de, aos poucos, adquirir vocabulário e assimilar as construções de um língua estrangeira.

5. Prazer
Na medida do possível, tente associar o estudo àquilo de que você gosta. Procure textos que falem sobre assuntos de seu interesse, leia e traduza as letras das músicas e cante junto com a sua banda favorita entendendo o que a canção diz, por exemplo. Sabe aquele filme que você adora e conhece de trás para frente porque já viu um zilhão de vezes?
Reveja-o, só que agora com a legenda em inglês, e depois veja de novo, só que sem legenda. Com séries e programas de TV também dá certo.

6. Persistência
No início de um novo projeto estamos sempre muito animados, porém, a disposição inicial constuma desaparecer com o passar do tempo. No estudo de qualquer idioma é importante que se tenha consciência de que os resultados virão a longo prazo e de que eles são difíceis de serem mensurados. Por isso, o planejamento inicial é tão importante e deve ser realista, pois esta será a sua rotina por um bom tempo.
Não é possível determinar um tempo exato para a aprendizagem pois são diversos os fatores que influenciam neste processo, porém podemos afirmar sem medo de errar que ninguém aprende uma nova língua em três meses. Além disso, há que se respeitar as diferenças pessoais, pois ninguém aprende as coisas do mesmo jeito nem no mesmo tempo.

7. Motivação
Durante todo o processo de aprendizagem, você deve ter em mente qual o motivo que te levou a estudar inglês. Reflita se quer ou precisa estudar inglês. Se a resposta for a primeira opção, tudo será mais fácil. Agora, se você encara o estudo como uma obrigação, talvez a sua motivação esteja nos frutos que este esforço lhe trará. Assim como o nadador campeão olímpico e mundial César Cielo escreve no teto do quarto o tempo a ser batido nas piscinas, se lembrar do quanto ganhará no final do processo é o que te dará disposição para superar os obstáculos do percurso.

8. Curiosidade
Deixe a preguiça mental de lado e se diponha a aprender sempre que possível. Esta dica não vale apenas para o inglês, mas para o seu desenvolvimento em diversas áreas também. Quanto mais exercitar sua curiosidade, mais fácil será aprender o que quer que seja.

9. Contexto
Tenha cuidado para não perder tempo com exercícios equivocados, como as decorebas. Os idiomas não podem ser tratados como códigos, nos quais para cada palavra de um existe uma correspondente exata no outro. Se assim fosse, bastaria decorar o dicionário para se falar outra língua. Encare o idioma estrangeiro como um sistema, um universo novo – às vezes complexo e aparentemente ilógico – no qual você entra e, aos poucos, vai descobrindo suas características, identificando diferenças e semelhanças com o seu mundo, ou seja, a sua língua materna.

10. Coragem

Um dos maiores obstáculos para quem deseja falar outra língua é a timidez. É natural não se sentir à vontade para começar a esboçar um diálogo num outro idioma, pois sabemos que no começo os erros são inevitáveis. Porém, é preciso lembrar que os erros são tão inevitáveis quanto necessários. Não se esqueça de que é assim que todo mundo aprende. Não tenha medo de errar e não perca a oportunidade de colocar em prática o que aprendeu, mesmo que seja pouco.

Fonte: Tecla Sap

maio 26

6 coisas que o bom aluno de inglês faz

Como progredir rápido estudando inglês? Isso depende muito do seu esforço, tempo e dedicação, abaixo segue 6 dicas que ajudam qualquer aluno a atingir seus objetivos.

Quando esforço e dedicação vem em primeiro lugar, o “em quanto tempo estarei falando inglês?” é uma bela de uma consequência! 😉

estudaringlestatianareis1. Learn every day
2. Be motivated
3. Record new vocabulary
4. Read, read & read
5. Be brave
6. Use technology
fonte: Saint George international School in London

 

fev 11

O que significa CEO? e outras siglas.

Uma avalanche de siglas invade o mundo corporativo e muitas vezes você conhece a palavra, mas não sabe exatamente o que significa.

CEO é a sigla de Chief Executive Officer. Também é chamado de presidente, principal executivo, diretor geral, entre outros. Quando existe um presidente e um CEO, o primeiro é mais forte.

e há outras variações, transformando os managers, directors e etc nas siglas abaixo:

COO – chief operating officer: executivo chefe de operações. Geralmente o braço direito dos CEOs

CFO – chief financial officer: Um nome mais sofisticado para diretor de finanças.

CMO – chief marketing officer: A função é um pouco mais complexa que a diretoria de marketing. Em algumas empresas, o CMO acumula ainda a diretoria comercial e, em outras, a área de novos negócios.

CIO – chief information officer: Responsável pelo planejamento e estratégia por trás da tecnologia. Pode ser também chief imagination officer, termo criado pela fabricante americana de computadores Gateway. É responsável por promover a criatividade entre o pessoal

CTO – chief technology officer: Existe uma confusão muito grande. Geralmente o CTO comanda a infra-estrutura da área de tecnologia. Enquanto o CIO o seu uso estratégico.

CKO – chief knowledge officer: É o gestor do capital intelectual da companhia. As atribuições vão desde a definição da arquitetura das informações e de seu fluxo até onde arquivá-las e como recuperá-las

CRO – chief risk officer: Além de gerenciar o risco nas operações financeiras, o CRO também é responsável por analisar as estratégias do negócio, a concorrência e a legislação.

CSO – chief security officer: Profissional que tem a missão de identificar fontes internas e externas de recursos para desenvolver projetos de tecnologia.

fonte: dicionários corporativos na internet

dez 28

Você boicota seus estudos?

Você boicota seus estudos? “Boicote é o ato de criar empecilhos a seus próprios interesses. É comum que as pessoas se boicotem em diversas situações, que normalmente envolvem todo o período de preparação na hora de alcançar um objetivo.

Um dos meios mais comuns de boicote é o sempre encontrar “coisas” mais importantes para fazer do que a atividade que havíamos proposto a realizar.” Assim descreve o professor Fernando Elias José, psicólogo especialista em ciências cognitivas.

Muitos alunos fazem isso, percebendo ou não, de propósito ou não, o que era prioridade deixa de ser com muita facilidade, desde fazer as lições, até comparecer as aulas. Aproveite o início do ano e reflita: eu boicoto os meus estudos?

nunca-desistir-objetivosSome people want it to happen, some wish it would happen, others make it happen. Michael Jordan

 

Esse artigo também está no Linkedin.